• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard


Popular Content

Showing most liked content since 09/27/20 in all areas

  1. 3 likes
    Ola @ricardo80 Se há algum grupo de Zap, eu não estou nele, desconheço. Porém ha grupos no skype @JULIO CESAR PEDROSO e @Amarildo de Matos possuem grupos no Skype. E há esse fórum também, que tem funcionado muito bem com a ajuda de todos.
  2. 3 likes
    Se recordo o @nathanreys me contou que no W. Mobile existe uma diferença nas strings. Recordo de usar BufferToHexa na saída do meu HashString, como indicado pela HashString ao colocar-lhe o cursor no W. Mobile. Veja aqui no help sobre strings observações pertinentes. Isso deve ajudar
  3. 3 likes
    Olá Caio Você pode usar assim: https://help.windev.com/?2510025&name=cursor_property // Select the entire textEDT_Edit1..Cursor = 1EDT_Edit1..CursorEnd = Length(EDT_Edit1) + 1ScreenFirst(EDT_Edit1) Rinaldo Xavier
  4. 3 likes
    Vou te falar como eu faço Cassiano, digamos que eu queira criar um campo novo em uma tabela já existente: ao invés de alterar a Analyse e ela fazer a alteração no banco, eu faço o contrário, eu altero a tabela no banco e depois abro a analyse e mando atualizar a analyse com base no banco de dados, e para replicar essa alteração da base nos clientes, eu gero um arquivo .SQL com as alterações que foram feitas você pode montar esse SQL de atualização manualmente, mas eu uso um software chamado Database Comparer da empresa EMS, ele compara 2 bases de dados e gera um script SQL de atualização, funciona 100% Evandro Andersen HDTec Software
  5. 3 likes
    @Cassiano Basta você executar o pg_dump, você pode fazer isso direto do windev ou ainda criar um arquivo .bat e colocar no agendador de tarefas do windows abaixo um exemplo de linha de comando para backup "C:\Program Files (x86)\PostgreSQL\9.6\bin\pg_dump.exe" -h 127.0.0.1 -p 5432 -U postgres -F p -C -v -f " BKP_HDTEC.sql" HDTEC Evandro Andersen HDTec Software
  6. 2 likes
    Fábio de fato a função PING não existe para o WM23, mas nem mesmo o PING garante que o endpoint está ativo ou não, ja que muitos servers bloqueiam ping para o WM23 pode usar InternetConnected(), ela faz o mesmo que o PING nas versões posteriores, porém você não pode especificar o endpoint, ela pinga sempre o DNS da google (8.8.8.8) se quer verificar algum enpoint específico pode fazer um httprequest e verificar o statuscode por exemplo
  7. 2 likes
    boa noite..Ananias Assim.. meu .. faz 6 anos, que rodamos windev com Hyperfile, e temos mais ou menos perto de 200 clientes.. todos usando hyperfile. temos clientes, que tem um computador, ou mais computadores, e para nos tudo normal.. se esta ficando lento, tem de analisar como foi feito a analise, e como esta sendo feito as consultas. se precisar, que eu de uma olhada na sua analise, me avise, que combinamos. valeu amarildo
  8. 2 likes
    Olá, para execução desse tipo de comando utilize a seguinte sintaxe HExecuteSQLQuery(xxx, suaconexao, hQueryWithoutCorrection, wComando)
  9. 2 likes
    Nada melhor que um fórum, Cassiano... Acabei encontrando umas dicas que resolveram o meu problema aqui mesmo, em outra postagem em você mesmo respondeu a outro colega.
  10. 2 likes
    problema RESOLVIDO o problema era que o windev mobile usa como padrão UNICODE nas strings, então tive que forçar o uso do ANSI a rotina final ficou assim: PROCEDURE gera_md5(sTexto is ANSI string) :string bufSenhadigita is Buffer IF Length(sTexto) < 32 THEN sTexto = Complete(sTexto, 32, " ") bufSenhadigita = HashString(HA_MD5_128, sTexto) ELSE bufSenhadigita = HashString(HA_MD5_128, sTexto) END sMD5 is ANSI string FOR i = 1 _TO_ Length(bufSenhadigita) sMD5+=NumToString(Asc(bufSenhadigita[]),"02x") END RESULT sMD5
  11. 2 likes
    Que eu saiba seria por ai mesmo encode e compress e tal, não conheço outra maneira mais eficiente, caso consiga gostaria de saber tb.
  12. 2 likes
    Por enquanto só me retorna false ao executar o comando ... somente erro. Mas estou testando e vendo qualquer coisa retorno
  13. 2 likes
    Adriano Booler me ajudou, foi apagando algumas coisas na mão do projeto e ao apagar um conjunto de procedures o projeto voltou a funcionar normalmente... Assim identificamos que houve algum BUG nessas procedures, elas eram separadas em pastas... Estou criando-as novamente na mão. Conclusão: 1. Foi um bug ao nosso ver 2. Porém sempre deixe o mais organizado e filtrado possível suas procedures pra caso acontecer algo do tipo você não perca muitas delas.
  14. 2 likes
    Meu caro, o problema estava no "pathao" mesmo kkkkk matou a charada. Com o teu exemplo mais simples e o conselho do Cassiano para verificar um exemplo no Unit Exemplos consegui identificar o erro no path. Vou deixar em anexo a imagem do exemplo que Cassiano me passou
  15. 2 likes
    Resolvido: Vide imagem. 1-Acessar o código de cada botão, clicar "Add other processes to BTN NomeDoBotão", habilitar Left Button Down, Left Button Up, Mouse Rollover e Exit from Rollover. 2-Implementar os códigos de acordo com as cores de cada estado.
  16. 2 likes
    Bom Dia, Temos algumas situações. O mecanismo de relacionamento utilizado nos SGBD normalmente contemplam a obrigatoriedade de que TODOS os filhos tenham pais. Isso para manter a consistência das regras. Em sua grande parte funciona que é uma beleza, mas tem algumas situações em que precisamos utilizar de nossa criatividade. A primeira ideia para manter a consistência temos de definir, em caso de alteração da chave o que o SGBD deve providenciar, regravar em todos ou ainda remover os filhos e finalmente em caso de exclusão do pai o que fazer com os filhos. Essa regra denominamos de "INTEGRIDADE RELACIONAL" e muitos confundem com relacionamento de relatório. Vamos a para alguns casos práticos. Pedido, Itens e parcelas. Identificando o Pai, PEDIDO, tem seus filhos ITENS e PARCELAS. Se eu remover o pedido, espero que não fique qualquer "lixo" ou seja de nada me adianta eu ter itens de pedidos inexistentes e o mesmo procedimento para com as parcelas. Agora o seu caso prático, documentos de clientes para órgãos emissores. Se remover um órgão emissor, claro que não quero que seus filhos sejam excluídos, então com toda a segurança devo informar ao SGBD que é a regra é RESTRITA, ou seja, se tentar remover e o cara tiver um único filho que o utilize, impeça tal exclusão. E como fazer para aqueles documentos que não tem um orgão emissor ou mesmo que não tenha sido informados? Simples, cria-se um registro pai com a denominação "SEM ÓRGÃO INFORMADO" e antes de colocar as regras, deve-se fazer um select para que todos os registros que tenham NULL no relacionamento documento <-> órgão emissor seja colocado tal informação. Na aplicação essa opção também pode aparecer no "DROP DOWN" e assim atende-se a todas as regras. Por fim, um comentário acerca da ANÁLISE. Ela serve como dicionário de dados, mas não serve como garantia de INTEGRIDADE RELACIONAL, mesmo para o HFSQL se você quiser aplicar tal regra tem de executar um comando a parte para depois manipular o registro em si. O que na ANÁLISE eu faço é muitas vezes apontar um relacionamento falso, para que a linguagem me facilite o trabalho de alguns componentes em tempo de projeto (podendo até mesmo permanecer para o tempo de execução) pois como falei, se não for explicitamente chamada a verificação de integridade o WD nada fará com essas regras. Abraços
  17. 2 likes
    somente hfsql possui esse recurso, inclusive com agendamento no caso do post vc vai fazer uma chamada ao pg_dump passando paramêtros
  18. 2 likes
    funcionam normalmente, eu ia te responder sobre a integridade mas já está em sua pergunta
  19. 2 likes
    se as funções forem compatíveis com o padrão do HFSQL funcionam sem problema outra opção para executar funções não compatíveis é executando a query da seguinte maneira HExecuteQuery(QRY_itens_sem_rateio,Conexaopostgres,hQueryWithoutCorrection) com esse recurso vc executa funções que não são nativas do HFSQL
  20. 2 likes
    vc tem as 2 funções independente do banco utilizado, o que vc não vai ter é o hmodifystructure
  21. 2 likes
    As mudanças dentro do projeto tem o mesmo comportamento independente de ser HFSQL ou POST, ele atualiza os componentes As maiores diferenças existentes são: O QUE FUNCIONA NO HFSQL E NÃO FUNCIONA NO POST lock registro atualização estrutura é automática triggers da analise posso ter esquecido de mencionar algum outro ponto chave, mas o principal é isso ai
  22. 2 likes
    Boa tarde Vilani, se coloca essa informação na análise, na próxima sincronização, essa informação é limpa. a unica forma que encontrei, foi preencher o campo via windev mesmo Att, Evandro
  23. 1 like
    em relação a quantidade de registro provavelmente deve ter a ver com sua instrução SQL, de uma olhada aqui no exemplo com FileToMemorytable() http://leonardo-vilani.blogspot.com/2015/05/em-meu-post-anterior-demonstrei-como.html
  24. 1 like
    Bom dia pessoal, Estou estudando o processo de assinar o XML da NFe com o certificado digital, não achei ou procurei em lugar errado, qual o procedimento para isso, alguém teria alguma dica? Agradeço a qq ajuda
  25. 1 like
    Fábio o HFCS faz o gerenciamento automático, basta definir na análise e pronto, porém em questão de performance é péssimo, a diferença é muito grande, eu particularmente usei essa abordagem apenas uma vez, só para ter uma ideia um processo que eu tinha que demorava 4 minutos caiu para 10 segundos no 3g com Webservices
  26. 1 like
    Bom dia Pessoal seguinte, um projeto novo no Windev Mobile para Android, com apenas um botão com o código abaixo: sPicture is string sPicture = AlbumPicker(albumImage) Ao compilar apresenta o seguinte erro: Error returned: :compileDebugJavaWithJavacD:\My Mobile Projects\TesteAlbumPicker\Android\Gen\src\com\mycompany\testealbumpicker\wdgen\GWDFWIN_About.java:1768: error: cannot find symbol vWD_sPicture.setValeur(WDAPIAlbum.albumSelecteur(1)); O seria este erro, tendo em vista q AlbumPicker é uma função do Windev?
  27. 1 like
    Respondendo a mim mesmo, atualizei via Android APK Manager os pacotes, limpei no AppData Local Temp os temporários (antes não tinha resolvido, somente após atualizar os pacotes) e funcionou.
  28. 1 like
    não seria pq o WAS faz esse gerenciamento? não seria alguma configuração no WAS?
  29. 1 like
    Bom dia, tentar ajudar nao custa.. Ja tentou entrar com outro usuario do Windows ?? Ja tive problemas em nosso programa com isso.. um usuario era uma carroça, mudava o perfil, e ficava zerado
  30. 1 like
    Pois é, Vilani, vc explicou mais ou menos como pensei, só que melhor kkk Obrigado pelas dicas interessantes, pessoal!
  31. 1 like
    bom dia.. tu ja tentou usar esse novo comando aqui HfsqlDrive https://windevdesenvolvimento.blogspot.com/2019/07/dicas-2220-windev-webdev-mobile-24.html
  32. 1 like
    99% desses casos é configuração na plataforma google, geralmente quando você ja ativou a API e continua não funcionando é devido a não ter a conta de faturamento configurada
  33. 1 like
    Fábio depende muito de sua necessidade, eu aqui na maioria das vezes baixo as imagens separadas, baixo primeiro os dados depois as imagens com threads, isso deixa mais rápido mostrar os dados para o usuário, ele vai olhando os dados e as imagens vão baixando de forma "on-demand" empacotar todos os dados no servidor e baixar sempre é mais rápido como um todo, porém em 99% das vezes imagens não compactam, então vai ganhar apenas na quantidade de requisições
  34. 1 like
    As duas formas fazem a mesma coisa. [data_source].FreeQuery é uma sintaxe da nova versão e não deve funcionar em versões mais antigas do WX.
  35. 1 like
    Pelo que entendi, é mais ou menos assim (alguém corrija se eu estiver errado, por favor). Se vc tem uma noção de programação orientada a objetos, vai entender mais fácil. Se vc usa a função HFreeQuery sobre um objeto, ela espera receber o objeto tipo X e fazer seu papel. Entretanto, o objeto tipo X tem métodos da sua classe, como por exemplo o .FreeQuery. Dá no mesmo. Num caso vc está usando uma função para X, no outro o método da classe, mas imagino que quanto a código sendo rodado, tenha pouca ou nenhuma diferença.
  36. 1 like
    A constante não funciona para Android (7/outubro/2020).
  37. 1 like
    Ela vai montar o controle table, setar tamanho e os nomes das colunas e preencher com o resultado do seletc, algo +/- assim PROCEDURE montaGrid(rControle Controle,rNomeColunas is string,rTamanhoColunas is string,rComandoSQL is string) //FORMATAR GRID [ AQUI AINDA NÃO FIZ] //PEGAR QTDE DE COLUNAS [ AQUI AINDA NÃO FIZ] //SETAR OS NOMES E OS TAMANHOS [ AQUI AINDA NÃO FIZ] //EXECUTAR SQL, [AQUI ESTA OK]
  38. 1 like
    Bom dia, consigo criar um table de forma dinamica, digo via programação, qtdes de colunas, tamanhos e os títulos dela via comando no WEBDEV?
  39. 1 like
    Opa, consegui meu irmãooo Cleiton. Utilizei o ExeRun chamando um script.sh que continha os comandos que eu precisava executar. Dessa forma foi possível rodar
  40. 1 like
  41. 1 like
    Dá uma olhada nessa. Pelo que vi é pelo índice da coluna. https://help.windev.com/?3072004&name=sqlassociate_function
  42. 1 like
    Resolveu meu problema, me falaram desse multitask mas esqueci completamente... Obrigado, Cassiano! Estou também olhando o ThreadPause aqui, mencionado no help do Multitask, acho que também será útil. " It is recommended to use ThreadPause instead of Multitask or Timeout when several threads are used (including the main application thread) if the timeout does not need to process user actions. " (https://doc.windev.com/?3077029&name=threadpause_function)
  43. 1 like
  44. 1 like
    consegui aqui, dessa forma deu certo PROCEDURE kardex_novo(arrkardex is dynamic array)
  45. 1 like
    Tenho o seguinte cenário: Projeto Windev Análise onde foi importado o banco PostgreSQL pra trabalhar no projeto... Agora vem as dúvidas... Se tiver q mudar o tamanho de algum campo campo, índice, relacionamento, integridade (constraints) ou até mesmo o tipo, ou seja qualquer mudança no banco, como fica: Preciso mudar no banco e reimportar na analise? Fazer manual na análise sem reimportar o banco? Outra dúvida relativa a pergunta anterior... Todo projeto q tiver o campo q foi alterado vai ser atualizado ou terei q ir lugar por lugar tipo Windows, Relatórios, etc ajustando manualmente o q foi mudado?
  46. 1 like
    Olá, No POSTGRESQL tenho uma coluna que não pode ser NULA e ela tem um valor DEFAULT now() então se eu faço um insert usando os comandos SQL e não informo a coluna, automaticamente o postgresql preenche o campo com o resultado da função NOW(), tudo certo até aqui. Mas usando o comando HADD do Windev, ele sempre envia essa coluna com valor NULL, o que causa um erro, gostaria de saber se existe uma forma de o DEFAUL VALUE informando no banco ser usado pelo windev. Att, Evandro Andersen
  47. 1 like
    Exemplo: HDeleteAll, HAdd, etc... Usar ou não usar? Funcionam bem? O q me dizem? Pergunto pq num conversor q estou montando aki eu mando fazer um HDELETEALL nas tabelas e não apresentou mensagem de erro mas não deletou ai fui ver era por causa das integridades, tinha q apagar primeiro as tabelas dependentes (filhas) e depois as demais (acho q era isso) Ai fiquei preocupado com isto a nível do dia a dia.
  48. 1 like
    Como faço o Backup do Banco de maneira automatizada de preferência?
  49. 1 like
    eu sempre faço a alteração no banco e depois atualizo a Analise, as alterações são replicadas a todos os campos, assim como acontece com o Hfsql Evandro Andersen HDTec Software
  50. 1 like
    Você pode proteger esse comportamento elaborando uma trigger direto no banco de dados "ANTES" da inclusão. []´s